Afinal, o que é Banco Intermediário? E como funciona?

TransferWise
27.03.19
Leitura de 5 minutos

Diversas taxas compõem o custo final de uma transferência internacional - e uma delas pode corresponder ao pagamento a um Banco Intermediário.

Os Bancos Intermediários são muito comuns nas operações de remessa de valores entre países. O problema disso é que, ao passar por mais bancos, os custos da transferência internacional vão aumentando mais e mais.

De qualquer forma, é importante enteder o que é um banco intermediário, como funciona, e qual a melhor maneira de economizar nessas taxas. Veja em seguida.

O que é um Banco Intermediário e para que serve?

Quando o dinheiro é enviado para outro país através de banco, é quando os bancos intermediários podem aparecer.

Geralmente o banco faz o envio da remessa em uma moeda diferente daquela em que será recebido no banco de destino. Como alguns bancos do local de destino não aceitam esse dinheiro sem ser na moeda de destino, o banco intermediário entra em ação para converter e repassar o valor ao banco final.

Sabia que: quando você faz uma remessa internacional com banco, seu dinheiro pode passar pelas mãos de até 3 Bancos Intermediários, e cada um deles irá descontar sua comissão do valor enviado?

Quanto custa enviar sem bancos intermediários

A TransferWise não utiliza os serviços de Bancos Intermediários. Por conta disso, os custos das suas operações acabam sendo mais baixos, e esse “desconto” é sentido pelos usuários ao final de cada transação.

Na tabela abaixo, confira os custos referentes a remessas TransferWise em duas situações: do Brasil para a Europa e da Europa para o Brasil.

Rota do dinheiro Taxa de câmbio Total pago Total recebido pelo beneficiário
Do Brasil para Portugal Câmbio comercial, sem margem acrescida R$1.000 (IOF e tarifa inclusos, somando um total de R$18,94) €220,80 euros
De Portugal para o Brasil Câmbio comercial, sem margem acrescida €1.000 (IOF e tarifa inclusos, somando um total de €12,35) R$4.389,26 reais

Todos os valores da tabela foram consultados no site da TransferWise no dia 27 de Março de 2019. O IOF utilizado na tabela refere-se à transferência de valores para conta de terceiro (alíquota de 0,38%). Se você enviar para você mesmo no exterior, o IOF será de 1,1%.

E quanto custa fazer transferências internacionais com bancos no total?

Não é possível descrever no artigo o valor exato que será recebido no banco de destino da remessa, pois isso depende de vários fatores - um deles, por exemplo, é a intervenção ou não de bancos intermediários.

Porém, é possível saber quais os custos geralmente aplicados em remessas pelos bancos - mais sobre isso aqui.

Em geral, nas remessas com os bancos você deverá fazer conta com:

  • A tarifa do banco
  • IOF: imposto do governo de 0,38% enviando para terceiro ou de 1,1% enviando para si mesmo
  • O custo embutido no câmbio (margem em cima do câmbio comercial)
  • Taxas SWIFT - o banco de origem e/ou o banco de recebimento, assim como possíveis bancos intermediários, irão lhe cobrar custos pelas comunicações internacionais entre si

Transferências locais e transferências internacionais

A realização de operações internacionais pressupõe a cobrança de certas taxas. Despesas SWIFT, por exemplo, correspondem aos custos de comunicação entre bancos de diferentes países, assim como custos extras motivados pela conversão de bancos intermediários. Portanto, sempre que houver transferência internacional direta entre bancos, haverá um custo acrescido.

Transferências locais, por outro lado, não implicam esse custo - por exemplo, se você enviar de sua conta no Brasil para a conta do seu amigo. Veja mais abaixo como fazer transferências internacionais sem ter os custos tradicionais que você teria com bancos.

A taxa de câmbio

A taxa de câmbio se refere ao padrão de câmbio escolhido e utilizado pelo operador. Para entender sobre o assunto, é necessário que você compreenda a diferença entre o câmbio comercial e o turismo:

Câmbio comercial Câmbio turismo
Corresponde à média entre o valor das trocas entre países. Por isso, ele é o câmbio exato, e demonstra o quanto uma moeda efetivamente vale em relação à outra Utiliza o câmbio comercial como base, mas a ele acrescenta um valor extra, como forma de cobrir despesas referentes ao uso do dinheiro em espécie

A TransferWise, ao contrário da maioria dos operadores de câmbio, utiliza o câmbio comercial como base para todas as suas operações. Significa dizer: não são acrescidas taxas ao câmbio comercial, oferecendo-se aos usuários o câmbio justo e real.

Além disso, no momento em que você indicar o valor a ser enviado, aparecem desde logo todos os custos referentes à operação: tarifa cobrada pelo serviço e IOF. Assim, você sabe exatamente o quanto está pagando e o quanto será recebido pelo beneficiário - sem surpresas desagradáveis guardadas para o final nem perdas a meio do caminho provocadas por bancos intermediários.

Como enviar sem banco intermediário

A remessa de valores para o exterior feita pela TransferWise busca a diminuição dos custos das operações o tanto quanto for possível.

Por exemplo - considere uma transferência do Brasil para a Espanha. O seu dinheiro fará o seguinte caminho:

  1. Do Brasil, por meio do site ou do aplicativo, você indica o quanto deseja enviar e realiza o pagamento
  2. Seu pagamento chega, via boleto ou transferência bancária local, para os correspondentes TW dentro do Brasil (MS Bank e Banco Rendimento)
  3. Usando o câmbio comercial, é feita a conversão do valor de reais para euros
  4. Em Espanha, o parceiro bancário da TransferWise vai enviar uma transferência bancária local para o beneficiário com o valor correspondente, segundo o câmbio comercial

Desta forma, os custos de uma transferência internacional são evitados e o preço final fica mais atrativo para o cliente TransferWise. Todas as informações são encriptadas de modo seguro, e todas as operações são reportadas ao Banco Central como operações de câmbio.

Quer saber se existe um banco intermediário?

Vai realizar uma transferência internacional com banco e quer saber se terá banco intermediário e qual ele será? Para saber essa informação, convém buscar saber se o banco de destino opera por meio de Intermediário ou não. Essa informação pode ser requisitada diretamente no banco do beneficiário.

Remessas sem banco intermediário são mais baratas

A transferência via TransferWise não utiliza intermediários, é feita de forma inteiramente online e possui um procedimento fácil e autoexplicativo:

  1. Via site ou aplicativo, informe seus dados e realize seu cadastro (gratuito)
  2. Indique o montante e as moedas de envio e confira todos os valores
  3. Informe os dados bancários do beneficiário
  4. Realize o pagamento (a forma de pagamento varia de país para país. No Brasil, é possível pagar via TED ou boleto)

E pronto! O dinheiro será recebido pelo beneficiário diretamente na sua conta, sem complicações e por um preço justo. O tempo estimado da operação é mostrado no site, mas pode levar de algumas horas até 3 dias úteis - depende dos países da transferência e do método de pagamento.

Por fim, caso você queira mais informações ou deseje conferir os preços exatos e taxas TransferWise, basta acessar a plataforma online e realizar a uma simulação.


Esta publicação foi redigida com o intuito de fornecer informações gerais, sem a pretensão de abranger todos os aspetos do tema em questão. Ela não se destina a fornecer orientação financeira. Você deverá procurar aconselhamento profissional e/ou especializado antes de tomar qualquer ação baseada no conteúdo deste artigo. A informação da publicação não constitui parecer legal, fiscal ou de qualquer outra índole profissional por parte da TransferWise Ltda e seus parceiros. Resultados anteriores não garantem efeitos similares no futuro. Não garantimos de forma explícita ou implícita que o conteúdo da publicação esteja preciso, completo ou atualizado.

TransferWise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região