O que pais precisam saber quando seus filhos se mudam para o exterior

TransferWise content team
03.07.18
Leitura de 4 minutos

Dedicado a todos os pais com filhos morando no exterior.

Tomar a decisão de mudar para o exterior nunca é fácil. Há muitas razões para isso, como estudar, ir atrás de novas experiências, pessoas ou simplesmente começar uma vida nova. Independente do motivo, um fator em comum é que nesse momento saímos da nossa zona de conforto.

Esses momentos sempre são difíceis - também para os pais que ficam no Brasil quando seus filhos se mudam. Depois de anos de “vai arrumar seu quarto” e “já fez a lição de casa?” você percebe que seus filhos já não são mais crianças. Quando eles decidem morar em outro país, uma mistura de orgulho e medo tomam conta, junto com aquele pouquinho de tristeza.

Mas quem disse que ser mãe ou pai é fácil? Ninguém. Por isso estamos aqui pra ajudar. Pesquisamos os mais comuns pontos de tensão entre pais e filhos que moram no exterior e temos algumas dicas pra facilitar esse novo relacionamento à distância. Então tome nota e não sofra sem necessidade:


1. Não se preocupe, seu filho não está passando fome

Como os avós, muitas mães também se preocupam - às vezes demais - com a alimentação dos filhos, já que a idade de crescimento nunca termina, né? Paula já não sabe mais como convencer a mãe de que está comendo bem. Ela admite que fritar um ovo nem sempre é fácil, mas "quem não sabe cozinhar macarrão?".

Além disso, pais às vezes acreditam que a comida é escassa em supermercados estrangeiros, e que só vendem produtos estranhos ou de baixa qualidade. Claro que os produtos disponíveis e o custo depende de onde você mora, mas hoje em dia é fácil encontrar praticamente tudo em qualquer supermercado do mundo, até pão de queijo.

2. É impossível ficar sabendo de tudo

Brenda reclama que seus pais querem saber de tudo que ela faz, onde vai e com quem. O problema é que se ela te diz que vai “sair as 10 para comer Flammkuchen no Bärenplatz com Werner e Mirta”, vamos ser sinceros: você vai entender alguma coisa? E o outro problema é que não dá pra saber tudo, já que existem coisas que você provavelmente prefere nem descobrir e coisas que seu filho não quer te contar. Por exemplo, Paula tem certeza que sua mãe acha que ela vai em todas as aulas, sem falta…

3. Não te mandar mensagem no WhatsApp toda hora não significa que seu filho não pensa em você

“Pode não parecer, mas temos mil coisas pra fazer ao longo dia que não são sempre aproveitar a vida e sair pra balada” opina Isaac. Emancipação significa novas responsabilidades, como garantir uma geladeira semi-cheia e a cama feita, pelo menos de vez em quando. “Mesmo pensando sempre na minha família, não dá pra ficar o dia inteiro mandando mensagem para todos no WhatsApp contando tudo que fazemos ou queremos fazer.”

Issac conta que viver no estrangeiro é como viver no mesmo mundo mas em uma bolha diferente. Às vezes o tempo passa muito rápido e você ocupa todo o seu dia tentando aproveitar cada minuto nessa nova realidade.

4. "Quando entrei no avião, estava morrendo de medo"

Podemos passar semanas ou até meses nos preparando para uma mudança para outro país, mas o momento mais difícil é quando chega a hora de enfrentar a realidade. Stefano nos contou que tudo parecia claro até o momento em que ele chegou no aeroporto, onde ele começou a questionar se a decisão que tomou foi a certa e se ele conseguiria se adaptar a sua nova realidade. Ver os pais dele tranquilos, pelo menos aparentemente, o ajudou muito, já que tudo que ele precisava naquele momento era apoio das pessoas mais próximas.

5. Se for enviar dinheiro pro seu filho, faça do jeito certo

Não se preocupem, pais do mundo! Na hora de pedir dinheiro, filhos sempre encontram tempo para mandar mensagem. Jorge diz que “preciso de dinheiro para fazer fotocópias” sempre funciona muito bem, mesmo que em algum momento seus pais perguntaram se ele queria abrir um serviço de fotocópias.

Brincadeiras a parte, dinheiro é fundamental especialmente no início de uma mudança ao exterior. Os pais do Jimmy, por exemplo, rodaram a cidade inteira procurando um lugar para trocar R$ 1000 que ele pudesse levar com ele, ao mesmo tempo tentando perder o mínimo de dinheiro. Essa missão pareceu impossível com as absurdas taxas e câmbios exagerados.

Foi só mais tarde que Jimmy descobriu TransferWise, onde ele recebe dinheiro do exterior e ao mesmo tempo economiza o máximo possível. Por exemplo, para enviar R$1000 aos Estados Unidos, TransferWise oferece o câmbio verdadeiro, o mesmo que você vê no Google, mais uma taxa de somente R$ 7 e 2.42% de comissão. Agora Jimmy e seus pais sabem muito bem qual a melhor maneira de enviar dinheiro ao exterior sem sufoco. É o justo!

6. No fim, tudo dá certo

Brenda aconselha pais a confiarem que seus filhos já são adultos que conseguem cuidar de sua vida. Às vezes é difícil deixá-los ir, mas como todos, filhos também devem explorar o mundo e aprender sozinhos. Se eles não sabem lavar roupa ou ainda não são fluentes na nova língua de seu país, chegou a hora de aprender e assumir as responsabilidades que acompanham uma nova vida.

Então pare de se preocupar se escovaram os dentes, se o aluguel foi pago a tempo ou se estão passando frio; você os educou muito bem e os preparou para o que está por vir.

TransferWise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região