Os bancos estão enganando milhões de imigrantes no Reino Unido

TransferWise
10.07.18
Leitura de 8 minutos

Os bancos estão enganando milhões de imigrantes no Reino Unido. Descubra o que eles não querem que você saiba:

De acordo com a PEW Global, 582 bilhões de dólares em remessas foram enviados em 2015 por migrantes para os seus países de origem. Desse total, quase $25 bilhões foram enviados do Reino Unido. A grande maioria das pessoas confiou nos bancos para enviar o seu dinheiro para fora e, desconhecendo as opções disponíveis, perdeu milhões a cada ano.

Não são só os imigrantes que são roubados ao enviar remessas. Imigrantes, nómadas digitais, estudantes internacionais, freelancers, pais enviando dinheiro a crianças no exterior, e pessoas em férias - quase todos foram enrolados por um banco ou empresa de remessas, e não faziam ideia.

Sem suspeitarem, milhares de clientes caem na emboscada todos os dias. As empresas financeiras sabem que os imigrantes têm opções limitadas quando estão no exterior, e tiram o máximo proveito disso. Todos aqueles que viveram no exterior, provavelmente em algum momento caíram em armadilhas, sem sequer notar, ao transferir dinheiro.

Os bancos e os outros serviços de câmbio anunciam ofertas de 'transferências gratuitas' ou '0% de comissão', enquanto escondem lucros astronômicos nas taxas de câmbio. Casas de câmbio em aeroportos, "cambistas", serviços de troca de dinheiro online ou em pessoa, assim como os bancos comuns - todos eles usam essa prática habitual. Eles obtêm o dinheiro com o câmbio que você encontra no Google, mas viram o jogo e dão aos clientes uma taxa de câmbio ruim. E assim lucram com a diferença. Em vez de ajudarem os mais vulneráveis, eles exploram as fraquezas dos clientes.

Muitas pessoas pensam que simplesmente evitar as casas de câmbio em aeroportos já é o suficiente para evitar os riscos. Mas no mundo inteiro, os serviços financeiros estão sempre tentando disfarçar os seus esquemas para ganhar mais dinheiro. Eles lucram com a ignorância do consumidor.

Como é possível que isso aconteça?

Existem muitos truques que essas empresas (de transparência zero) usam para lucrar à custa dos imigrantes. Custos ocultos que só são mencionados em letras pequenas; promessas de transferências gratuitas ou de isenção de taxas, enquanto lucram ao alterar as taxas de câmbio em seu favor; e uma série de outras ofertas, que servem para confundir as pessoas.
As pessoas são normalmente influenciadas pelas marcas conhecidas e as grandes empresas sabem disso. E é assim que as nomes como a Western Union e o Paypal permanecem impunes e continuam com a sua longa história de práticas injustas. Eles sabem que os clientes não irão procurar outros serviços. E um mercado monopolizado é um mercado facilmente manipulável.
Os clientes podem até receber o seu dinheiro no final, mas uma grande parte vai ficar faltando. É roubo, pura e simplesmente. Porém, as vítimas raramente percebem que foram vitimizadas.

Quantas pessoas são exploradas no mercado de transferências de dinheiro?

Dos 25 bilhões de dólares que os imigrantes enviaram em 2015 do Reino Unido para os seus países, a maioria das transferências foi feita para países em desenvolvimento através de bancos e de empresas de renome. Nesses casos, o dinheiro recebido no exterior melhorou a vida das famílias em casa e impulsionou as economias locais. Com mais e mais pessoas a cada ano indo para o exterior em busca de salários melhores, este número provavelmente subirá.

Uma em cada dez pessoas no mundo irá enviar dinheiro para o exterior em algum momento de suas vidas. Isso significa que, com as grandes corporações cobrando até 20%, principalmente em taxas ocultas, uma grande fatia do dinheiro arduamente conquistado pelos trabalhadores vai encher os bolsos dos diretores das empresas, e não das famílias que estão em países em desenvolvimento e que precisam dele desesperadamente.
Como a indústria das remessas inclui apenas o dinheiro enviado pelos imigrantes para os seus países de origem, estes números não incluem quem está de férias, empresas ou nômades digitais. O que significa que muitos outros estão perdendo com taxas de câmbio injustas e comissões ocultas, cada vez que enviam dinheiro internacionalmente.

Qual o câmbio que os clientes estão recebendo, na realidade? E por que isso importa?

Todo o serviço de câmbio de dinheiro começa com uma coisa chamada de taxa de câmbio média de mercado ou taxa de câmbio interbancária. No fundo, é a taxa de câmbio que você encontra no Google, em tempo real, que mostra o valor de cada moeda. É a taxa mais justa e que todos - não apenas as empresas multimilionárias - merecem receber. Contudo, a justiça não costuma marcar presença nessa indústria.

Os bancos e os serviços de câmbio primeiro consideram o câmbio médio de mercado, e depois decidem o quanto podem lucrar em cima dele. Após determinarem o valor, eles adicionam a margem de lucro sobre o câmbio, resultando em taxas de câmbio ruins. É assim que anunciam transferências com "taxas baixas" ou "sem comissão". Eles já infiltraram na taxa de câmbio o lucro que vão tirar, sem ninguém saber.

O que é o 'spread' e como os bancos e as empresas de transferências de dinheiro fazem dinheiro com ele?

O spread é a maneira mais comum que os bancos e outras empresas de remessas usam para lucrar às custas do cliente. No contexto da troca de moeda, é a diferença entre a taxa de câmbio média de mercado, que os bancos usam entre si, e a taxa que os bancos ou empresas de remessas usam com os seus clientes. As empresas chegam a lucrar entre 10 e 20% com o seu spread, sem que ninguém perceba. Isso significa que as transferências internacionais de dinheiro são feitas a um preço muito mais caro por causa das diferenças exorbitantes nas taxas de câmbio.

Em um mundo onde os consumidores podem verificar as taxas de câmbio com o clique de um botão, era de esperar que nem bancos nem empresas de remessa conseguissem escapar com estes truques. No entanto, eles percebem que muita gente fica confusa com o jargão financeiro e tiram proveito disso. Cercados por alegações muito simplificadas e mal fundamentadas, os clientes acabam por cair nessas armadilhas. Ou seja, acabam fazendo exatamente o que os bancos e as empresas de remessas tinham planejado.
Para piorar, os caixas eletrônicos estrangeiros normalmente oferecem algo chamado 'Conversão Dinâmica de Moeda' (CDM). É apresentado como um serviço que permite aos consumidores serem cobrados na moeda do seu país de origem. Porém, assim como em outros negócios aparentemente generosos, tudo não passa, no fundo, de um golpe. Quando um caixa eletrônico no exterior recebe permissão para fazer a conversão em nome de um cliente, o banco é autorizado a usar a sua própria taxa de câmbio injusta. Ou seja, o caixa eletrônico engole mais um custo, além das taxas que já foram cobradas. Quando os clientes recusam a CDM, a máquina pergunta: "Tem certeza que deseja continuar sem conversão?" Novamente, jogando com o medo do cliente de tomar a decisão errada, esperando emboscá-lo com as taxas de câmbio ruins.

Quanto é que os grandes bancos e empresas de remessas cobram na realidade?

As empresas ganham dinheiro com os seus clientes através de duas maneiras principais:

  1. Spread: Oferecendo aos clientes taxas de câmbio ruins e embolsando a margem de lucro

  2. Comissões pouco transparentes (com taxas fixas ou comissões fixas)

1. Oferecendo taxas de câmbio injustas (e lucrando com o spread)

A obtenção de lucros com o spread é uma prática pouco exposta no Reino Unido. E ela mantém os clientes iludidos sobre o que eles estão realmente pagando. Embora seja comum esperar que os bancos sejam um pouco mais honestos do que outros serviços de câmbio, muitas vezes esse não é o caso. Para ver além da ilusão, é melhor comparar os números reais.

O câmbio verdadeiro no Google:

1 GBP = 1.29840 USD

Banco ou empresa de remessas** Câmbio de GBP para USD***
Barclays1 GBP = 1.2322 USD
HSBC1 GBP = 1.23644 USD
NatWest1 GBP = 1.24580 USD
PayPal1 GBP = 1.2602 USD
Correios (serviço de câmbio)1 GBP = 1.2676 USD
Santander1 GBP = 1.2430 USD
Travelex (serviço de câmbio)1 GBP = 1.2614 USD
Google (o câmbio verdadeiro)1 GBP = 1.29840 USD

Todas as taxas de câmbio foram recolhidas dos sites dos provedores em 19 de maio de 2017, por volta das 08:30 (UTC)

Quando você transforma esses ganhos com a diferença do câmbio em porcentagens, fica claro que as empresas estão tirando um pedaço significativo, sem ninguém saber.

2. Comissões pouco transparentes

As comissões sobre as transferências são a segunda forma que os bancos e empresas usam para lucrar às custas dos consumidores. Assim como com a maioria dos serviços, as comissões variam conforme a quantia, o país de origem e o país de destino.

As empresas de transferência de dinheiro, como a Western Union, cobram uma comissão fixa para enviar dinheiro para o exterior. O website deles não exibe sequer o valor que será recebido até que uma conta seja criada com eles. Outra maneira de enganar usuários - forçá-los a fazer o cadastro antes de mostrar opções claras.

A tabela abaixo mostra as comissões que vários bancos e empresas de remessas cobram para transferir £100 para a Índia.

Banco ou empresa de remessasComissão para enviar £100 para a Índia
HSBC£4 por transferência entre HSBC > HSBC
Barclays£15 taxa internacional padrão via internet (£25 Telefone/Agência)
Santander£15 via internet, não-urgente, fora da zona SEPA
Natwest0.3% (mín £23, máx £40). Além de £10 de taxa de administração, quando aplicável
Western Union£1.90 transferência bancária

Como você pode verificar se está recebendo a melhor oferta?

Se você está pensando em enviar dinheiro para o exterior, é essencial verificar não apenas a comissão, mas também a taxa de câmbio usada. Só isto já pode ajudá-lo a economizar dezenas ou até centenas de libras em cada transferência.

Considerando esses dois elementos, você pode entender quanto a sua transferência irá realmente custar a mais. Ao incluir supostas ofertas como "hoje - comissão fixa" ou "sem comissão", as empresas podem fazer você pensar que está fazendo um grande negócio, embora no final sejam elas quem vão estar lucrando - e não você.

A única maneira infalível de descobrir se você está sendo roubado é comparar quanto você vai realmente receber no final.

Por exemplo, se você enviar £1000 para os EUA, os vários provedores vão oferecer quantias em dólares extremamente diferentes - principalmente se você comparar esses valores à taxa de câmbio do Google.

Banco ou empresa de remessas** Comissão para enviar GBP para USD***
Barclays£1000.65 = $1233.00
HSBC£1000.45 = $1237.00
NatWest£1000.16 = $1246.00
PayPal£1000.00 = $1260.29
Correios (serviço de câmbio)£1001.89 = $1270.00
Santander£997.59 = $1240.00
Travelex (serviço de câmbio)£998.89 = $1260.00
Google (o câmbio verdadeiro)£1000 = $1298.40
  • Todos os preços foram coletados dos sites dos provedores em 19 de maio de 2017, por volta das 08:30 (UTC) *

Isso quer dizer que usar um banco ou um serviço de transferência para enviar £1000 pode custar entre $28 e $65, dependendo somente da sua escolha. É caro demais. E eles não vão lhe dizer esse valor no início.

Confira os serviços disponíveis. Pesquise vários sites. Não deixe que o enganem. Faça comparações e certifique-se de que você sabe quanto você está realmente pagando à empresa. Existem mais provedores que podem lhe dar ofertas melhores e mais justas.

TransferWise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais