As cidades europeias mais baratas para quem mora no exterior

20.04.17
Leitura de 5 minutos
Etiquetados:

Existem certos custos na vida dos quais não conseguimos escapar, como comida e alojamento. Mas é possível pagar menos.

Nós avaliamos as cidades europeias mais baratas para você viver como estrangeiro.

Analisamos o valor das despesas diárias, mas também levamos em consideração a qualidade de vida. Porque algumas das melhores coisas da vida ainda são de graça - como ter uma comunidade amigável ou uma praia por perto.

Confira as 10 melhores cidades da Europa onde você pode obter o máximo do seu dinheiro.

10. Berlim, Alemanha.

berlin

Berlim está em alta, mas mesmo sendo uma grande capital europeia, o custo de vida continua surpreendentemente acessível.

A cidade também é muito acolhedora com os estrangeiros, tem uma vibrante vida noturna e um cenário cultural incrível. Você pagará cerca de €3 por uma garrafa de cerveja.

O custo de acomodação está mais caro nos dias de hoje, mas o preço do aluguel ainda é 40% mais barato do que em Paris. Você pagará cerca de €550 por um estúdio espaçoso.


9. Barcelona, Espanha.

barcelona

O custo de vida na Espanha diminuiu nos últimos anos. Barcelona é cerca de 20% mais barata do que a capital, Madrid, e vários expatriados preferem sua vibe única e suas praias.

Um inglês de Londres descobriu que seria mais barato viver em Barcelona e voar para seu trabalho no Reino Unido todo dia. Provavelmente, o clima também influenciou a sua decisão.

O melhor bairro para um expatriado com baixo orçamento é Nou Barris. O bairro é um grande caldeirão cultural e é também onde vários estudantes moram. Você pode ter um apartamento de dois quartos lá por cerca de €400 por mês.

Se você está fazendo a mudança, não deixe de baixar estes apps.


8. Tallinn, Estônia.

tallin

Tallinn é uma cidade moderna, de rápido desenvolvimento, que conta com um cenário de startups que só cresce e um incrível e fotogênico centro histórico. O custo de vida tem aumentado progressivamente, mas a cidade ainda oferece um grande custo-benefício.

Aluguéis custam a partir de €350 por um estúdio mobiliado, enquanto um almoço com bebida no centro sai por Û8.

Se você mora em Londres ou Paris terá que se sentar antes de ler o próximo fato.

O custo do transporte público em Tallinn é exatamente Û0. Isso mesmo - zero, nada, coisa alguma. Os metrôs de superfície e ônibus têm custo zero para todos os residentes.


7. Varsóvia, Polônia

warsaw

Quando a Polônia se uniu à UE os poloneses tiveram mais liberdade para viver no exterior. Muitos estão agora retornando conforme a economia se desenvolve - acompanhados por vários expats. O custo de vida é ainda baixo, mesmo na capital Varsóvia, onde a maioria vive.

A comida pode ser muito barata, principalmente se você comprar ingredientes locais. Procure salsichas polonesas, presunto, queijo e pão de centeio escuro. Pierogis são baratos e deliciosos também.

As moradias com preços mais acessíveis encontram-se em Praga, mas talvez não por muito tempo. Muitos artistas e jovens profissionais estão mudando para essa área, que está cada vez mais na moda.


6. Riga, Letônia.

riga

Quando surgiram os voos baratos para Riga, as despedidas de solteiro britânicas foram as primeiras a descobrir os preços acessíveis da cidade. Mas, nos dias de hoje, é muito mais provável você se sentar ao lado de outro expat quando chegar aqui.

A Letônia pode ser um país pequeno, mas Riga é uma cidade vibrante e repleta de cultura. Ingressos para a Ópera Nacional começam por apenas €7. Você pode até pagar por um jantar a dois com €20 e ainda sobrar troco.

Riga é muitas vezes comparada com Tallinn, mais ao norte, mas os preços são mais baixos aqui - especialmente para moradia. Você pode ter um apartamento de 3 quartos no centro de Riga por menos de €700.


5. Atenas, Grécia.

athens

Atenas é uma das cidades mais antigas e extraordinárias da Europa, embora esteja atravessando tempos difíceis. Isto reduziu significativamente o custo de vida nos últimos anos.

É mais difícil conseguir um emprego agora como expat, mas muitos ainda desfrutam de uma elevada qualidade de vida - especialmente os aposentados, estudantes e freelancers internacionais.

O custo do aluguel foi o que mais caiu. Os preços agora são aproximadamente 80% mais baixos do que em Londres. É possível alugar um apartamento de um quarto no centro da cidade por menos de €300.


4. Istambul, Turquia,

istanbul

Você tem dois continentes pelo preço de um em Istambul. Metade da cidade está na Europa, então ela ainda se enquadra nessa lista.

Produtos importados são caros aqui, incluindo o álcool. Apesar disso, moradia, comida e serviços, como os de saúde, têm preços muito acessíveis. Muitos expats podem até pagar por ajuda doméstica.

Se você adora ofertas e pechinchas, deixe de lado as butiques e entre de cabeça no agito dos mercados e ruas da cidade.


3. Lisboa, Portugal.

lisbon

Lisboa quase não parece uma capital. É mais barata que boa parte da Europa Ocidental, e também tem um ritmo de vida descontraído, baixa criminalidade e uma deslumbrante paisagem nos arredores.

Fora produtos importados, os preços de quase tudo são mais baixos aqui - mesmo em comparação à vizinha Espanha. Aluguéis, por exemplo, são cerca de 25% mais baratos do que em Madrid.

Você pode comer barato também, desde que evite os lugares turísticos. Você irá encontrar os moradores locais em pequenos e barulhentos cafés, que servem comidas tradicionais como o bacalhau. Uma xícara de café custa geralmente apenas €1,30.


2. Praga, República Checa.

prague

Praga é recheada com tanta história, cultura e arte, que consegue facilmente competir com as melhores cidades europeias, sendo que você pode aproveitá-la por apenas uma fração do preço.

A República Checa está na UE (e prefere ser chamada Chéquia), mas mantém sua própria moeda, que ainda é mais fraca que as outras.

Fique longe das armadilhas turísticas e seu dinheiro vai render muito em Praga. Você irá pagar cerca de €5 por almoço com bebida, e cerca de €1,5 por meio litro de cerveja (e lá você encontra excelentes bares). Um apartamento espaçoso custa cerca de €400 por mês.


1. Budapeste, Hungria.

budapest

Cerca de 40,000 expats agora chamam Budapeste de casa. Eles são atraídos pelo custo de vida relativamente baixo, pelas crescentes oportunidades, bem como as várias opções de lazer.

Além do mais, tem esta música super cativante sobre Budapeste.

A Hungria também tem sua própria moeda, que permaneceu fraca nos últimos anos. Se, como George Ezra, você quer uma casa com um baú de tesouro escondido em Budapeste, vai pagar menos de €1,000 por metro quadrado. Você também pode alugar um apartamento de três quartos por pouco mais de €500.

O tesouro não está incluído.


P.S. A TransferWise está contratando tanto em Tallinn quanto em Budapeste - entre em contato!

TransferWise é a nova forma inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais