5 dicas para mudar de vez para Portugal

TransferWise
26.02.20
Leitura de 4 minutos

Eis o fato: o número de brasileiros morando em Portugal cresceu 23,4% em 2018. Os dados são do último levantamento do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), órgão responsável pela imigração em terras lusitanas, e ilustra um movimento que só cresce desde 2016.

Se você está planejando uma mudança para Portugal você precisará dominar o processo com diversas etapas (documentação, moradia, trabalho, finanças, etc.), o que exige paciência e planejamento. Para te ajudar nesse processo, preparamos cinco dicas essenciais para você não passar perrengue.

1. Prepare uma reserva financeira

Qualquer mudança de cidade ou país vem acompanhada de ansiedade e stress, especialmente se você vive há muitos anos numa mesma cidade. Ter uma reserva financeira é essencial para que todo o processo de mudança seja positivo e agradável.

Se organize para ter uma reserva que cubra os custos da viagem, mudança, moradia, burocracias locais e, claro, pequenas emergências. Ufa, muita coisa para dar conta, né? No mundo ideal, viaje com o equivalente a 4 meses de despesas pagas em Portugal. É o tempo suficiente para você se habituar com os novos custos e hábitos de consumo sem levar sustos. Como a moeda local é o Euro, é muito importante acompanhar a movimentação do câmbio diariamente para encontrar cotações mais baixas.

2. Descubra o visto ideal para você

Você pode solicitar diversos tipos de vistos no Consulado Português: estudo, trabalho, empreendedorismo, aposentadoria e startup, por exemplo. Cada um deles abraça diferentes objetivos, por isso é importante saber o que você quer fazer e por quanto tempo.

Por causa do grande volume de brasileiros solicitando vistos, o Consulado Geral de Portugal em São Paulo disponibilizou um novo sistema que agiliza o processo e diminui o tamanho de filas. Ainda assim, o processo pode demorar. O visto de residência, que vale para períodos de mais de um ano, leva em média 40 dias úteis para ficar pronto. Caso você tenha cidadania de algum país europeu, o visto não é necessário. O acordo entre a União Europeia, do qual Portugal faz parte, permite que você viva no país sem a necessidade de qualquer tipo de visto.

3. Vá a trabalho (ou monte uma startup)

Uma das maneiras mais simples e rápidas para morar em Portugal é ser contratado por uma empresa de lá. Fique de olho nos processos seletivos através de sites de recrutamento. Os portugueses costumam fazer processos seletivos longos então não se desespere caso leve mais tempo do que estava esperando. No caso de um emprego garantido, todo o restante do processo é mais simples e a própria empresa pode te ajudar.

Se você tem uma startup, o governo de Portugal possui um programa de incentivo para projetos com potencial de atingir, em três anos, um valor de mercado de 350 mil euros ou uma movimentação anual de 500 mil euros.

Outro ponto importante: o salário mínimo em Portugal é de 635€ (valor de 2020) e o custo médio de vida gira em torno de 1500€. Considere essas informações na hora de buscar por um emprego.

4. Cuidado com taxas abusivas quando enviar dinheiro

Quando precisar transferir dinheiro do Brasil para Portugal (ou vice-versa), tome cuidado para não pagar taxas abusivas cobradas por bancos ou casas de câmbio. A maior parte dos bancos e casas de câmbio não deixam claras as taxas que cobram para a transação, o que pode significar um prejuízo enorme. Além disso, o processo é mais lento e repleto de burocracias.

A melhor opção nessa hora é a TransferWise, por conta dos processos mais rápidos, simples e transparentes, além das ferramentas que ajudam a vida dos marinheiros de primeira viagem. Dá, por exemplo, para fazer uma simulação do quanto você quer enviar, quanto será a conversão do câmbio do dia e a data estimada de chegada do dinheiro no outro país. Tudo seguro e sem dor de cabeça.

Quer mais? As transferências são até 3 vezes mais baratas do que bancos e casa de câmbio.

5. Prepare-se para as mudanças culturais

Portugal é um país muito menor do que o Brasil e com grandes diferenças culturais. A vida é mais tranquila, ganha-se menos, mas vive-se com mais qualidade de vida. Antes de mudar, acompanhe nas redes sociais brasileiros que já vivem por lá e compartilham suas percepções. Gustavo Miller, jornalista que mora em Lisboa desde 2018, é uma dessas pessoas. Em seu perfil no LinkedIn, além de falar das diferenças no mercado de trabalho, compartilha sua rotina, mudanças no estilo de vida e as diferenças culturais entre os países.

"Se meu luxo no Brasil era sair dia sim, dia não, aqui é estar em casa às 19h, andar de bicicleta de madrugada sem medo e poder ir de transporte público para qualquer lugar - dos castelos de Sintra até as praias paradisíacas do Algarve. Conto nos dedos as vezes em que respondi email depois das 20h ou em finais de semana nesses 180 dias.”


Por Isaque Criscuolo, exclusivamente para TransferWise.

TransferWise é o jeito novo e inteligente de enviar dinheiro para o exterior.

Saiba mais

Dicas, novidades e atualizações para a sua região